Por Quê Você Deveria Estar Usando um CMS

A Web é uma plataforma extremamente dinâmica. Todos os dias surgem tecnologias novas. Estamos vendo surgir o HTML 5 e o CSS 3. O jQuery está cada vez melhor. E estão nascendo outras técnicas para construir sites e aplicações, como o design responsivo.

Tudo isso pra facilitar a vida de quem faz a Web.

Porém, ainda há pessoas que caem no infortúnio de continuar fazendo seus sites da mesma forma que faziam há dez anos. E isso, cria projetos mal realizados e clientes insatisfeitos.

E, no final das contas, alguém terá que apagar os incêndios, quando o site quebrar em um tablet, por exemplo.

Atualmente, existem três formas principais de fazer um site:

  1. Criá-lo com arquivos HTML estáticos;
  2. Programar todo o site, com uma linguagem de programação e um banco de dados;
  3. Utilizar um Sistema de Gerenciamento de Conteúdo (CMS), como o WordPress, ou Drupal;

Para a maioria dos casos, eu lhe digo: você deve utilizar um CMS!

Explico o porquê…

O Problema de Construir o Site com Arquivos HTML

Ainda há sites criados com páginas HTML simples que não são feitas para mudar. Principalmente os que foram feitos em Flash.

Estas páginas são fáceis e rápidas de fazer. E assim que o desenvolvedor enviá-las para o servidor, o site está online.

Porém, este método tem vários problemas:

  • Adicionar uma página nova pode exigir alterações manuais em todas as outras páginas;
  • Mudar elementos como menus e headers, também vão exigir mudanças em todas as outras páginas (a não ser que você use iframes, mas se você faz isso, meus pêsames);
  • Quando o cliente decidir mudar o visual e estrutura do site, vai haver muito retrabalho. É melhor jogar tudo fora e começar outro novo;
  • Fica muito mais fácil de acontecerem erros, devido a links quebrados, ou tags escritas incorretamente (afinal, qualquer um pode errar uma tag, às 3h da manhã, tendo que entregar tudo às 8h);
  • Segurança e técnicas novas de otimização serão difíceis de serem adicionadas, devido aos primeiros itens desta lista;

Fazer todo um site com páginas estáticas não é viável, nem para empresas, nem para freelancers, nem para ninguém. Ponto.

Tais páginas consumem muito tempo e esforço para manter. (Haverá casos em que essa é a melhor opção, como landing pages, mas fica pra outro post)

Próximo.

O Risco de Programar todo o Site do Zero

Outra forma muito comum de fazer sites é programá-lo todo do zero. Desde a página inicial, até o login e painel administrativo. Conheço várias agências, e freelancers, que fazem isso e penso:

Como esses caras estão perdendo um tempo valioso!

Explico:

  • Mudar o visual e estrutura vai exigir retrabalho, a não ser que o site tenha sido projetado pra isso, e normalmente não é;
  • O site vai necessitar de programadores para produzi-lo e mantê-lo, pra sempre;
  • Falhas de segurança podem aparecer, e podem comprometer a integridade das informações dos visitantes e consumidores;
  • Programar todas as funcionalidades levará tempo, e poderão ser entregues com erros (bugs);
  • O código será definido pelos programadores e ficará difícil de fazer correções ou melhorias. Se a pessoa sair o projeto vira uma incógnita que ninguém saberá usar;

Desenvolver um site por completo é como desenvolver um software: um processo complicado, que consome muito tempo, esforço e recursos. E tudo isso custa dinheiro.

Se o seu cliente quer que você trabalhe dessa forma, converse (muito) para convencê-lo do contrário. Ou cobre um valor mais caro. Afinal, seus custos serão altos.

É uma opção financeiramente inviável para empresas, agências e freelancers, devido ao alto custo de produção e manutenção.

Mas, existe uma saída…

Utilizar um CMS

Caso você não tenha se convencido no tópico anterior, vou lhe contar uma coisa:

Todas as funcionalidades básicas que um site deve ter já estão prontas, apenas para você ir lá e usar.

Por isso digo para você não programar “do zero”. Não reinvente a roda. Estas funcionalidades estão incluídas nos melhores CMS’s, e a maioria é feita em PHP e MySQL, que você já deve conhecer.

Um CMS gerencia todas as funcionalidades do seu site, ou dos sites dos seus clientes. Cabe a você, apenas, aprender a usá-lo e aprender a adaptá-lo às suas necessidades.

Os bons CMS’s já trazem funções como:

  • Gerenciamento de usuários, logins, permissões
  • Categorização de conteúdos
  • Construção de menus
  • Temas visuais para todas as páginas
  • Mecanismos de imagens e vídeos para as páginas
  • Sistemas de blogs
  • Formulários de contato
  • Tradução e internacionalização

Além de ter as funções básicas do site, os CMS’s permitem a expansão de suas funcionalidades, através de módulos e plugins. Se você for fazer um site de academia, por exemplo, você pode criar um plugin que calcula o IMC dos seus visitantes.

O tema visual do site, em um CMS, fica muito mais prático de ser criado e alterado, além de já existirem vários prontos, tanto gratuitos como pagos. Tudo isso diminui seu tempo de produção.

Mas, o maior benefício de usar um CMS é que você fica livre para se concentrar nos conteúdos e funcionamento do site, ao invés de ficar programando funcionalidades como cadastros de notícias, por exemplo (isso levaria 5 minutos com um CMS).

Concluindo…

Se você é um desenvolvedor ou designer, comece a aprender a usar e a manter um CMS. Ele vai, praticamente, remover todo o trabalho repetitivo que você tem e lhe permitirá focar na sua criatividade.

Se você é uma empresa e vai contratar alguém, ou outra empresa, para fazer seu website, exija que seja utilizado um CMS (e estude-o) para que você tenha controle sobre seu site quando for entregue. Assim você não fica preso a um fornecedor.

Se você é uma agência web, considere começar a usar um CMS agora. Você vai conseguir reduzir custos, aumentar margem de lucro e produtividade, entregar projetos de alta qualidade e ter seu cliente satisfeito.

Eu recomendo que você use o WordPress como CMS. Ele atende, praticamente, qualquer tipo de site. Outra opção boa é o Drupal.

3 comentários em “Por Quê Você Deveria Estar Usando um CMS

Adicione o seu

  1. Por que não o Joomla ?
    Para mim são os 3 melhores WordPress, Joomla e Drupal
    Sem se esquecer do Magento!
    Cada um com sua especialidade.
    Adoro seus tutoriais, continue fazendo mais, obrigado.

Deixe um comentário

Orgulhosamente feito com WordPress | Tema: Baskerville 2 por Anders Noren

Acima ↑